sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Analisando A Letra: Outra Frequência - Rebeldes

http://1.bp.blogspot.com/-FVlGLIUEd7Y/ToY_-AmAvBI/AAAAAAAALCw/2hP0v6EqCcg/s1600/Analisand.png

Outra Frequência é a música do CD que carrega uma mensagem social muito forte, a mensagem que a pessoa deve se aceitar como ela é. As inspirações para a letra foram de Born this Way da cantora norte-americana Lady Gaga até a canção Beautiful de Christina Aguilera, ambas com o mesmo objetivo. As batidas iniciais da música lembram um pouco a canção Judas de Gaga e WannaBe da cantora Loli Lux, além disto, tem influência do estilo house music. Vamos analisar a letra:

As vezes eu pareço estar perdido
Em um mundo que não faz sentido
Como se estivesse flutuando por ai
Em outra dimensão

A música chega logo de cara falando sobre como se sentem as pessoas vítimas do bullying, como é o caso de Téo na novela. Elas se sentem excluidas, como se não vivessem no mesmo mundo que as outras. A pessoa vive em outra frequência completamente diferente.



Me sinto assim ninguém entende como sou
Me julgam mas não sabem como sou
Só porque não pareço ser igual a você
Pra mim isso não faz sentido

O preconceito no mundo, está baseado na diferença que existe entre as pessoas. Somente pelo motivo da pessoa ser diferente, já começam a julga-la e exclui-la. A letra mostra que isto não faz sentido algum, porque todos somos diferentes um dos outros. Imagine como o mundo seria chato se todos fossem iguais?

Hey Hey levante a cabeça
Hey Hey nunca esqueça
Hey Hey a sua essência
Mesmo que seja em outra frequência

O refrão é o momento mais positivo da música, aonde a pessoa que sofre por ser diferente é incentivada a levantar a cabeça e sempre lembrar da sua essência, mesmo que seja em uma frequência totalmente diferente daquelas que as pessoas julgam ser o certo.



Não à nada de errado em ser diferente
Desde que seja você mesmo, é só seguir em frente
Não se esconda atrás do seu próprio medo
Apenas ame, viva, sinta sem nenhum segredo

O ouvinte continua sendo incentivado a se libertar das leis impostas pelo mundo dos preconceituosos. O que há de errado em ser diferente se a pessoa só está sendo ela mesma? Errado deveria ser as pessoas serem falsas, mentirosas, isto sim seria um forte motivo para ter vergonha. Não adianta se esconder atrás do próprio medo, uma hora você terá que se livrar dele para ser feliz. Então para que esperar mais? Viva a sua vida, ame a quem merece e sinta a todos os prazeres sem segredo, sem esconder o que você é de verdade.

Às vezes eu me sinto sufocado
Sem saída, encurralado
Só quero dançar e sentir a música em mim
Sem me preocupar

Neste momento, quem está cantando se coloca no lugar de quem sofre com tudo isto. Ninguém imagina o que é sofrer com o bullying, a menos que ela já tenha passado por isto. As pessoas são ameaçadas na rua, humilhadas, pressionadas a mudarem. Mas elas não precisam de nada disto, basta dançarem ao som da sua própria frequência sem se preocupar com a dos outros.



Todos me olham mas ninguém consegue ver
Somos iguais e ao mesmo tempo nada a ver
Não escolhi, apenas nasci assim
Pra mim isso faz sentido

Nesta parte da letra, a pessoa que sofre com o preconceito, começa a ver que não faz sentido ela mudar para agradar os outros. Ela sabe que são as pessoas quem não conseguem ver o quanto ela é especial. No fundo, todos somos iguais, somos da mesma raça, mas ao mesmo tempo, cada um tem sua personalidade, cor, sexualidade, etc. É isto que torna a pessoa especial, ela apenas nasceu assim.

Ninguém pode me parar
Essa noite vou dançar
Não julgue o que não entende
Não é errado ser diferente

No trecho que antecede o último refrão, a pessoa está revoltada com a sociedade e forte, ela confia em si mesmo. Ela diz com toda certeza que não é errado ser diferente, que quem está errada, é a sociedade cinza que tanto estipula padrões de beleza e modo de ser.

E isto é Outra Frequência, uma música aonde as Rebeldes se colocam no lugar das pessoas vítimas do bullying e ao mesmo tempo dão forças para que elas se aceitem do jeito que são. Acredite na sua própria Frequência e seja você mesmo, nós somos quem somos, nada pode mudar isto.

Análise feita por @hytho
Se for copiar para colocar eu outro lugar, dê os créditos a quem fez a análise e ao blog Rebelde -Br, caso contrário será denunciado

2 comentários:

conect luar disse...

adorei essa analise(entrem no meu blog: www.conect-luar.blogspot.com)

Anônimo disse...

Pessima analise orrivel!